domingo, 21 de abril de 2013

Monitoramento Eletrônico reduz a Violência em Ribeirão Preto


Coordenadoria de Comunicação Social - Notícias
Ribeirão Preto, 12 de Abril de 2013 - 11h13
Ampliação do Projeto “Olhos de Águia” reduz em 60% a violência, roubos e furtos na região central
Controlados por meio de Central de Vídeo Monitoramento eletrônico, os “Olhos de Águia I” e “Olhos de Águia II” já contribuem com a qualidade da segurança na cidade, e é elogiado pelos moradores
Idealizado com a iniciativa de combater a violência, o roubo, o furto, e a ação de vândalos na cidade, utilizando câmeras de monitoramento instaladas em pontos estratégicos, o projeto “Olhos de Águia” vem recebendo prioridade do governo Dárcy Vera. Para isso a atual administração investiu tanto no processo de ampliação do projeto “Olhos de Águia I” quanto na implantação do “Olhos de Águia II”.
A ampliação do “Olhos de Águia I” aconteceu em duas etapas. Na primeira fase, no ano de 2011, a Prefeitura ampliou de 10 para 14 o número de câmeras instaladas na região central. Numa outra etapa, no ano de 2012, o projeto garantiu maior espaço e subiu de 14 para 17 câmeras.


A continuidade do trabalho veio com a implantação, em maio de 2012, do projeto “Olhos de Águia II”. Iniciado com sete câmeras distribuídas em bairros considerados “Área de Interesse de Segurança Pública (AISP)”, localizados nas regiões Leste, Oeste, Norte e Centro, o projeto se expandiu com mais 146 câmeras, passando a atender também órgãos e espaços públicos.
Ao todo, são 153 câmeras espalhadas em diferentes pontos da cidade. Os números confirmam um aumento significativo na quantidade de câmeras, desde o início do projeto e hoje, distribuídas em diferentes locais. O trabalho, com utilização de alta tecnologia, vem ao encontro das propostas da prefeita Dárcy Vera, que busca sempre ampliar e intensificar as ações preventivas de segurança”, explica Davi Mansur Cury, diretor superintendente da Coderp.
Foto Carlos Natal

“Olhos de Águia II”: Centro de vídeo monitoramento avançado fica na sede da Coderp
Segundo dados da Polícia Militar, durante os últimos cinco anos de monitoramento dos principais corredores comerciais do quadrilátero central, o projeto Olhos de Águia reduziu em 60% o número de furtos e roubos na região, contribuindo com a qualidade da segurança dos moradores.
“Mesmo com o aumento da população, dos empreendimentos imobiliários e crescimento do fluxo de pessoas, mediante dados da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (ACI), a redução da criminalidade vem sendo mantida. Há mais de um ano não se registra homicídio na área central. As câmeras ostensivas se tornam um fator de inibição da violência, roubo, furto e vandalismo”, observa o capitão da PM, Henrique Carvalho.
Foto Carlos Natal

Trabalho do “Olhos de Águia II” é coordenado 24 horas por cinco funcionários e dois guardas Civis Municipais
André Tavares, superintendente da Guarda Civil Municipal, destaca que o trabalho em parceria sempre traz resultados positivos para a cidade. Os locais que receberam os equipamentos já apresentam as mudanças. O aposentado Lorival Mário dos Santos, de 69 anos, morador dos Campos Elíseos e frequentador, há 6 anos, da Praça Rômulo Morandi, afirma que o local está bem mais seguro. “Faço caminhada todos os dias às 5h30 aqui na Praça, quando ainda está escuro, mas a segurança é garantida. Antes da instalação das câmeras não tínhamos essa tranquilidade que temos hoje”, conta o aposentado.
Já no bairro Ipiranga, no cruzamento da avenida Dom Pedro I, com a rua Espírito Santo, o jovem Leonardo Carvalho dos Santos, 21 anos, que trabalha como mototaxista, disse que conhece o projeto “Olhos de Águia” e sabe da sua importância para a segurança da cidade. “Neste cruzamento, por exemplo, a presença da câmera que gira 360 graus já inibe a ação de roubo, furto, violência no trânsito”, comenta Leonardo.
Na região do Jardim Paulistano, na rotatória das avenidas Treze de Maio com Meira Júnior, outro ponto beneficiado com a instalação de câmera, as atendentes Renata Aparecida Machado Oliveira, 28 anos; e Débora Camassuti da Silva, 21 anos; demostraram-se surpresas com ação prática do projeto “Olhos de Águia” e valorizaram a iniciativa da Prefeitura, Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Coderp e demais parceiros, reconhecendo o resultado positivo que o projeto apresenta quanto a segurança do munícipe.
“Olhos de Águia I” (17 Câmeras) – Realizado em parceria entre a Polícia Militar, Prefeitura de Ribeirão Preto, Guarda Civil Municipal e ACI (Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto). O trabalho é realizado pela Central de Vídeo Monitoramento, instalada na 1ª CIA/PM do 51º BPMI, localizada a rua Florêncio de Abreu, 411, que atua 24 horas, com quatro policiais em sistema de revezamento. O projeto conta com 17 câmeras instaladas nos seguintes pontos estratégicos:
Câmera 01
Rua Américo Brasiliense x Rua José Bonifácio
Câmera 02
Rua Saldanha Marinho x Rua São Sebastião
Câmera 03
Rua José Bonifácio x Rua Mariana Junqueira
Câmera 04
Rua Duque de Caxias x Rua Álvares Cabral
Câmera 05
Rua Amador Bueno x Rua General Osório
Câmera 06
Rua Mariana Junqueira x Rua Tibiriçá
Câmera 07
Rua Barão do Amazonas x Rua São Sebastião
Câmera 08
Rua Visconde de Inhaúma x Rua Américo Brasiliense
Câmera 09
Rua General Osório x Rua Tibiriçá
Câmera 10
Rua Lafaiete x Rua Tibiriçá
Câmera 11
Rua Álvares Cabral x Rua São Sebastião
Câmera 12
Rua São Sebastião x Avenida Jerônimo Gonçalves
Câmera 13
Rua José Bonifácio x Rua General Osório
Câmera 14
Rua Barão do Amazonas x Rua Rui Barbosa
Câmera 15
Rua Barão do Amazonas x Rua Duque de Caxias
Câmera 16
Rua Florêncio de Abreu x Rua Amador Bueno
Câmera 17
Rua Lafaiete x Rua Comandante Marcondes Salgado
“Olhos de Águia II” (153 Câmeras – 7 Câmeras em bairros e 146 em órgãos e espaços públicos) – O projeto é uma conquista da Prefeitura de Ribeirão Preto, em parceria com a Coderp (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto), Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Transerp – empresa que gerencia o trânsito e o transporte urbano de Ribeirão Preto –, e Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto. Para garantir o acompanhamento do projeto, a Prefeitura implantou um Centro de vídeo monitoramento avançado, que fica na sede da Coderp, coordenado 24 horas por cinco funcionários e dois Guardas Civis Municipais. “O trabalho de vídeo monitoramento atua diretamente em prol da diminuição da criminalidade e do vandalismo”, afirmou Jayson Santos, coordenador da Central de Monitoramento da Coderp.
Uma parte das câmeras do “Olhos de Águia II” está localizadas nos seguintes pontos:
- Avenida Francisco Junqueira com a Jerônimo Gonçalves (Centro)
- Rua Saldanha Marinho com a Lafaiete (Centro)
- Avenida Saudade com Quito Junqueira (Campos Elíseos)
- Avenida Treze de Maio com Meira Junior (Jardim Paulistano)
- Rua Luiz Barreto com José de Alencar – também monitora a Praça Rômulo Morandi (Campos Elíseos)
- Rua Luiz da Cunha com Rodrigues Alves – também monitora a Praça Coração de Maria (Vila Tibério)
- Avenida Dom Pedro I com rua Espírito Santo (Ipiranga)
As demais estão instaladas nas cinco Unidades Básicas Distritais de Saúde (UBDS) – Vila Virgínia, Cuiabá, Central, Distrital Norte e UPA), além do Bosque/Zôo Municipal Fábio Barreto, Central do SAMU, Controle de Zoonoses, Escola Municipal Alfeu Gasparini, Coderp, Horto Florestal, Cemitério Bom Pastor, Base Comunitária Móvel, etc.
Base Comunitária Móvel – Integrada ao processo de melhoria da segurança da cidade, a Base Comunitária Móvel, em atividade desde dezembro de 2012, também veio integrar o projeto “Olhos de Águia”. Por meio de veículo doado pela Secretaria Municipal da Saúde, que recebeu adaptações da Coderp (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto), foi possível transformá-lo na primeira Base Comunitária Móvel.
A Van conta com monitoramento eletrônico móvel por meio de quatro câmeras, sendo duas externas, uma interna e uma outra, considerada de última geração, que vem instalada junto a um poste, transportado por uma mini carreta acoplada ao veículo. André Luiz Tavares, superintendente da Guarda Civil Municipal, explica que um poste com 15 metros de altura traz consigo uma câmera chamada “speed dome”, que permite um giro de 360 graus e zoom de alta qualidade, alcançando uma distância de 5 km. “A câmera faz uma visualização geral, facilitando as ações de rotina da Guarda Municipal e proporcionando maior controle nos diferenciados eventos externos realizados pela Prefeitura”, explica Tavares.
A Base Comunitária Móvel é atendida por dois guardas municipais, e também recebe o apoio de outras viaturas, com o objetivo de percorrer, diariamente, os bairros periféricos, bem como fornecer suporte aos eventos promovidos pela municipalidade em ação preventiva, que garanta mais segurança a população.
Projeto “Olhos de Águia” concorre ao 5º Prêmio “Polícia Cidadã” - Dos 67 projetos “Olhos de Águia” inscritos, Ribeirão Preto está entre os 20 finalistas e concorre ao 5º Prêmio “Polícia Cidadã”. Após encerramento da votação popular via site – www.soudapaz.org/premiopoliciacidada2012 – concluída em 31 de março, os projetos passam por triagem de uma banca do “Instituto Sou da Paz”. O vencedor receberá o prêmio neste mês de abril, no Theatro Municipal de São Paulo.
5º Prêmio “Polícia Cidadã” – A escolha acontece em duas etapas; votação popular no site do Instituto “Sou da Paz” e triagem de uma banca examinadora.
Foto Carlos Natal

O aposentado Lorival Mário dos Santos, de 69 anos, fala da tranquilidade que encontra hoje na Praça Rômulo Morandi depois da instalação das câmeras



Foto Carlos Natal

Leonardo Carvalho dos Santos, de 21 anos, disse que conhece o projeto “Olhos de Águia” e sabe da sua importância, principalmente no trânsito, onde as câmeras registram tudo e inibem a ação de roubo, furto, violência

Imagens capturadas pela câmera Olhos de Águia


Foto Carlos Natal

As atendentes Renata Aparecida Machado Oliveira, 28 anos; e Débora Camassuti da Silva, 21 anos; reconhecem o resultado positivo que o projeto apresenta quanto a segurança da vida do munícipe
Imagens capturadas pela câmera Olhos de Águia


Locais de Monitoramento:
EMEFEM Alfeu Gasparini
Cemitério Bom Pastor

Bosque Municipal
Avenida Meira Júnior
Praça Coração de Maria
Recino elefanta Maison (Bosque Municipal)
Rua Saldanha Marinho
Viveiro de mudas
Cruzamento das Ruas Prudente de Morais com Saldanho


Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto - Praça Barão do Rio Branco, s/nº - Centro - CEP 14010-140 - Fone (16) 3977-9000
Desenvolvido por Coderp (Cia. de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto) e Coordenadoria de Comunicação Social

Nenhum comentário:

Postar um comentário