segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

OPERAÇÃO CARNAVAL 2010


Cerca de 70 guardas civis municipais participam da Operação Carnaval em Ribeirão Preto e Bonfim Paulista, sem prejudicar o patrulhamento interno e externo de patrimônios públicos

A Guarda Civil Municipal organizou um plantão especial neste feriado prolongado de carnaval. Um efetivo de 80 guardas civis atuará nos desfiles de Carnaval, tanto em Ribeirão Preto, quanto em Bonfim Paulista.
Além da vigilância dentro do local dos desfiles, a guarda também manterá o patrulhamento externo (com viaturas), na região onde se realizam os desfiles visando a segurança e tranqüilidade do público.
Segundo André Luiz Tavarez, superintendente da Guarda Civil Municipal, o efetivo também permanecerá nas ruas realizando, normalmente, o trabalho diuturno de preservação dos patrimônios públicos e colaboração na manutenção da paz social.

PROJETO DE MODERNIZAÇÃO DO CAD - GCM Ribeirão Preto

No dia 11 de fevereiro de 2010 o GCM 1ª Classe Adalberto apresentou o Projeto de Modernização da Central de Atendimentos e Despachos da Guarda Civil Municipal de Ribeirão Preto ao Superintendente GCM André Tavares, Diretora Operacional GCMF Lidiana, Diretora Administrativa GCMF Leocádia, Chefe Operacional GCM Elias e Chefe de Treinamento GCM Matiello.
Seguindo orientação da Prefeita Dárcy Vera no sentido de aprimorar os serviços prestados à população por meio de recursos tecnologicos (Projeto Ribeirão Digital) a Guarda Civil Municipal tem ampliado suas atuações utilizando-se da tecnologia. Recentemente passou a monitorar eletrônicamente as unidades de saúde através de 70 (setenta) câmeras e agora também passará a utilizar o sistema de consultas Infoseg, tais avanços exigem a adequação de nossa central de atendimento à modernidade e teremos a felicidade de realizar esse sonho de todos os GCM´s e assim prestar serviços de excelência à população.


INFOSEG

Guarda Civil Municipal de Ribeirão Preto
passará a operar o Sistema INFOSEG


No dia 12 de fevereiro de 2010 o Superintendente da GCM André Tavares, a Diretora Operacional GCMF Lidiana, Diretora Administrativa GCMF Leocádia e a GCMF 1ª classe Rosângela estiveram na cidade de São Paulo, no prédio da Polícia Civil, onde receberam treinamento para operar o sistema INFOSEG e obtiveram a senha de acesso.
Essa conquista é fruto de um convênio firmado pelo Município de Ribeirão Preto com o Ministério da Justiça e em breve estará em pleno funcionamento. A Guarda Civil Municipal de Ribeirão Preto integrará o seleto rol de aproximadamente 30 GCM ´s operando o sistema em todo o Estado SP.

INFOSEG

A INFOSEG é uma rede que reúne informações de segurança pública dos órgãos de fiscalização do Brasil, através do emprego da tecnologia da Informação e comunicação. Tal rede tem por objetivo a integração das informações de Segurança Pública, Justiça e Fiscalização, como dados de inquéritos, processos, de armas de fogo, de veículos, de condutores e de mandados de prisão.
A rede passou integra informações de Segurança Pública, Justiça e de Fiscalização em todo o País, integra também um conjunto de bases de dados distribuídas pelos estados da Federação e por órgãos do governo federal, sendo sua finalidade disponibilizar as informações contidas em qualquer base integrante ao usuário que dela necessite.
fonte: Rede INFOSEG

MATÉRIA PUBLICADA NO JORNAL GAZETA DE RIBEIRÃO
13/02/2010





GCM fecha convênio para ter informações online

Rede Infoseg permite identificação de suspeitos por meio da placa do veículo, por exemplo
A Guarda Civil Municipal (GCM) de Ribeirão Preto começará a utilizar, na semana que vem, a Rede Infoseg, num convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Com o sistema, os guardas poderão ter acesso a informações como antecedentes criminais de suspeitos e histórico de veículos, por meio das placas.Ontem, o superintendente da GCM, André Luiz Tavares, além de mais três guardas, estiveram em São Paulo para firmar o convênio e buscar uma senha a ser utilizada nas pesquisas ao sistema. Os guardas que estiverem nas ruas deverão ligar para a base da GCM, que terá acesso à rede.“Com a rede, o trabalho da GCM fica mais intensificado. Poderemos checar com mais rapidez se um suspeito é procurado, principalmente no Cetrem, onde um procurado da Justiça permaneceu no ano passado, por exemplo”, afirmou Tavares.


AMPLIAÇÃO.
Agora, o superintendente da GCM pretende ampliar a Central de Atendimento e Despacho (CAD), que hoje conta com o monitoramento de unidades de saúde por meio de câmeras. Com a implantação do Infoseg, mais três atendentes deverão permanecer no local. Ainda segundo ele, a médio prazo, deverão ser instaladas mais duas telas de LCD, de 32 polegadas, para que outros prédios públicos e praças também sejam monitoradas. Em caso de ocorrências de furtos, por exemplo, as imagens podem ser anexadas ao processo do suspeito. (GY)
Fonte:http://gazetaderibeirao.cosmo.uol.com.br/conteudo/mostra_noticia.asp?noticia=1674287&area=92020&authent=A8E96528A7247011506EB3379DC91A

1ª Reunião Regional de Comandantes das Guardas Civis Municipais


Na foto: Prefeita Dárcy Vera discursa aos presentes
Reunião Regional de Comandantes
das Guardas Civis Municipais busca integração e parcerias entre comandos

A prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, participou nesta quarta-feira, dia 10 de fevereiro, no Salão Nobre do Palácio Rio Branco, da I Reunião Regional de Comandantes das Guardas Civis Municipais. O evento, realizado pela Guarda Civil Municipal de Ribeirão Preto, reuniu representantes de 20 municípios vizinhos, com um total de 80 participantes, promovendo a integração e trocas de experiências entre os comandos, além de buscar parcerias para maior capacitação dos efetivos; orientações para obtenção do Sistema Infoseg (sistema de informações de dados relacionados à Segurança Pública); e a inclusão da região no Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). A reunião também discutiu a prioridade de realizar o Encontro Regional de Guardas Civis Municipais, previsto para acontecer no mês de abril, com enfoque ao papel dos municípios na segurança pública.
A prefeita Dárcy Vera destacou em seu discurso a importância da criação de ações conjuntas, envolvendo os municípios da região para que as corporações ganhem força, visibilidade, organização e modernização. Também ressaltou a busca de parcerias com os prefeitos da região para a realização de treinamentos e cursos que qualifiquem as Guardas Municipais, inclusive se prontificando para que os mesmos sejam sediados em Ribeirão Preto. “Abro as portas para definirmos ações de forma regionalizada, que atendam e beneficiem não só Ribeirão Preto, mas sim, a macrorregião”, disse a prefeita.
André Luiz Tavares, superintendente da Guarda Civil Municipal, afirmou que esta reunião envolvendo os comandos das Guardas foi inédita em Ribeirão Preto. “As propostas apresentadas neste evento registram a preocupação de reestruturação e adequação das Guardas Civis Municipais da região, bem como o melhoramento da qualidade das ações das corporações junto à comunidade e em defesa do patrimônio público”, explica Tavares.
Participaram do encontro representantes das Guardas Civis dos municípios de Aguaí, Araraquara, Barrinha, Bebedouro, Cajuru, Catanduva, Dumont, Embaúba, Franca, Guaíra, Leme, Mococa, Monte Alto, Monte Azul Paulista, Pitangueiras, Pontal, Porto Ferreira, São José do Rio Preto, Santa Cruz da Conceição, Serrana e Taiaçu.


1ª Conferência Municipal de Defesa Civil de Ribeirão Preto


Guarda Civil Municipal coordenou a 1ª Conferência Municipal de Defesa Civil de Ribeirão Preto
Evento realizado no salão nobre da Câmara Municipal em 28 de janeiro de 2009 uniu Secretarias Municipais, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e sociedade civil em ação conjunta que traça plano preventivo, emergencial e recuperativo da cidade.
Com a proposta de inserir Ribeirão Preto no sistema de gestão de Defesa Civil, a Prefeitura de Ribeirão Preto realizou nesta quinta-feira, dia 28 de janeiro, no Salão Nobre da Câmara Municipal, a 1ª Conferência Municipal de Defesa Civil. O evento, que se estendeu durante todo o dia, uniu representantes de Secretarias Municipais, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e Civil, Corpo de Bombeiros. A ação conjunta visou traçar um plano preventivo, emergencial e recuperativo da cidade adequando o município para casos que necessitem de gestores da defesa civil. Esta 1ª Conferência Municipal de Defesa Civil trouxe para Ribeirão Preto a oportunidade de discutir, em âmbito municipal, questões ligadas a conhecimentos técnicos em defesa civil, bem como medidas de prevenção e redução de desastres e catástrofes; além de difundir junto à comunidade compromisso e consciência de construção de uma cultura de defesa civil e profissionalizar as ações desta área. “A conferência é um pré-requisito para o município apresentar, inicialmente, ao Estado e, posteriormente, ao Governo Federal propostas de um Plano Preventivo de Defesa Civil, contendo ações e sugestões que se tornarão diretrizes nacionais adotadas em todos os municípios”, explicou Marco Antônio dos Santos, secretário municipal da Casa Civil. Segundo André Luiz Tavares, coordenador interino da Defesa Civil, a conferência marca o compromisso consciente do Governo Municipal, de instituições e da comunidade em geral que busca mobilizar órgãos competentes na elaboração de uma política de defesa civil. “Podemos considerar que nossas ações foram iniciadas. O primeiro passo foi dado quando a prefeita Dárcy Vera criou, em novembro do ano passado, a Coordenadoria Municipal e Defesa Civil (Comdec). Agora, com a realização da conferência já caminhamos mais um pouco. Tivemos a oportunidade inédita de discutir e elaborar propostas de Plano Preventivo de Defesa Civil que serão encaminhadas para avaliação do Governo Estadual e posteriormente se tornarão diretrizes nacionais” explica André Tavares.
A prefeita Dárcy Vera destacou a grandiosidade que representou o evento, ressaltando não só as ações preventivas, mas também a realização de trabalho técnico que já contribui minimizando efeitos de eventos naturais, caso ocorram. “O homem público hoje precisa se preparar para as possíveis catástrofes, pois as alterações geológicas e climáticas tornam o trabalho um desafio a cada dia. Com a realização das obras antienchentes registramos o maior desafio de uma administração dos últimos 80 anos em Ribeirão Preto”,disse a prefeita. Ações iniciais da Prefeitura Ribeirão Preto – Desde o ano passado, a prefeita Dárcy Vera iniciou um trabalho voltado às ações gestoras direcionadas a defesa civil no município. Além da obra antienchentes, para a qual conquistou verba de R$ 52 milhões, criou a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, conforme a Lei Municipal nº 2.373, de novembro de 2009, e ainda ampliou o efetivo da Guarda Municipal, com a contratação inicial de 24 novos efetivos e mais 26 até o mês de julho deste ano. O trabalho de Defesa Civil – O processo compreende uma mudança de atitude, ter acesso a recursos técnicos e materiais necessários, assim como assumir responsabilidades para levar a efeito atividades planejadas para a redução de riscos e desastres, e construir comunidades mais seguras.
A 1ª Conferência Municipal de Defesa Civil também contou com a participação do vice-prefeito Marinho Sampaio, do vereador André Luiz, representando a Câmara Municipal; do juiz de Direito João Gandini; do coordenador Regional da Defesa Civil, Major Rubens Delssin; do comandante do 9º Grupamento de Bombeiros, Coronel Juvelino Barbosa Lima; do tenente da Polícia Militar, Alexandre Daibert; de representantes das secretarias municipais da Assistência Social, Meio Ambiente, Saúde, Educação, Infraestrutura, Fazenda, Obras Públicas, Planejamento e Gestão Pública, Esportes, Fundo Social de Solidariedade, Daerp, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Associação das Guardas Civis Municipais e Fabarp (Federação das Associações de Bairros de Ribeirão Preto). Além de construir e fortalecer a política pública de Defesa Civil no município adequando ações concretas, a 1ª Conferência também elegeu os delegados que representarão o município de Ribeirão Preto na Conferência Estadual de Defesa Civil, a ser realizada nos próximos meses, ainda sem data definida.
Fonte:
http://www.ribeiraopreto.sp.gov.br/ccs/snoticias/i33principal.php?id=13473
PALESTRAS APRESENTADAS NO EVENTO:

1ª palestra: “A Evolução Humana e o Meio Ambiente” - Edmur Eodair Manfrim: Professor de Ciências Biológicas e Diretor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Ribeirão Preto.
2ª palestra: “Apoio à Defesa Civil sob o prisma da água potável” - Antônio Luigi Calabrese: Professor de Química e Assessor no Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (DAERP).
3ª palestra: “Mobilização e participação da sociedade na prevenção e no controle social sobre a efetivação da política pública de defesa civil” - Mj Bombeiro PM Rubens Delsin: Tecnólogo em obras hidráulicas, formado em Educação Física e atual Coordenador Regional de Defesa Civil da 6ª Região.
4ª palestra: “Ocupações Irregulares” - Dr. Joaquim Rezende: Secretario Municipal de Meio Ambiente de Ribeirão Preto.

DIRETRIZES APROVADAS NA CONFERÊNCIA

1- Criação de Coordenadorias de Defesa Civil (COMDEC´s) em todos os municípios;
2- Dotar as Coordenadorias de Defesa Civil (COMDEC´s) de infra-estrutura completa;
3- Todas as Coordenadorias de Defesa Civil (COMDEC´s) devem ter sede própria com galpão para armazenamento de estoque primário de socorro às vítimas de desastres naturais;
4-Estabelecer verba própria, dentro do orçamento municipal, para as Coordenadorias de Defesa Civil (COMDEC´s);
5- Aumentar o efetivo das Guardas Municipais, que atuam diretamente nas ações de defesa civil;
6- Abertura de concurso público para compor os cargos técnicos de defesa civil, para assegurar o vínculo e a continuidade dos serviços prestados à população;
7- As Coordenadorias de Defesa Civil (COMDEC´s) devem ter em seus quadros sociólogos, geógrafos e demais especialistas, a fim de que estudem a situação do município para a elaboração de plano preventivo e de ações de defesa civil;
8- Criar legislação específica para respaldar os órgãos oficiais nas situações de retirada de pessoas das áreas de risco e disponibilizar recursos para ações de prevenção e mobilização da comunidade;
9- Contratar pedagogos e técnicos para a elaboração de cartilha de orientações à população, no que se refere à Defesa Civil;
10- Aprovar legislação que exija a criação de um programa de educação da população quanto às medidas que previnem transtornos decorrentes de intempéries da natureza, bem como orientação de como agir durante um desastre natural;
11- Criar legislação que determine que os membros das Comdec´s sejam eleitos entre pessoas que comprovem experiência e conhecimento técnico em ações de defesa civil;
12- Criar legislação que obrigue a participação na Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) do Conselho Municipal de Meio ambiente (COMDEMA) e Conselho Municipal de Urbanismo (COMUR);
13- Incluir os temas educação ambiental e defesa civil nas grades curriculares das escolas públicas, sendo as aulas ministradas por integrantes das Coordenadorias de Defesa Civil;
14- Implementar legislação que obrigue maior número de lixeiras e eco pontos nos municípios;
15- Descentralizar a Defesa Civil, através da criação de núcleos de defesa civil nos bairros;
16- Criar legislação isentando às vítimas de desastres naturais do pagamento de taxas de água e esgoto e a suspensão do pagamento de prestações de imóveis financiados.
17- Criar legislação determinando que os Coordenadores de Defesa Civil (Comdec´s, Coordenadores Regionais e Adjuntos) tenham dedicação exclusiva às ações de defesa civil;
18- Celebrar convênios com universidades visando a profissionalização dos técnicos da Coordenadoria de Defesa Civil;
19- Investir em formação, simulados e treinamentos constantes dos integrantes das Coordenadorias de Defesa Civil;
20- Estimular a participação da sociedade nas ações de defesa civil, através da criação de brigadas de voluntários, os quais deverão receber treinamento adequado;
21- Elaborar planos preventivos de defesa civil, abrangendo áreas críticas;
22- Cadastrar as empresas de transportes públicos urbanos para o caso da necessidade de convocá-las para a remoção de pessoas das áreas de riscos.

REPRESENTANTES ELEITOS PARA A ETAPA ESTADUAL
Sociedade Civil - Alexandre Pastova
Sociedade Civil - Antônio Izildo Barelli
Sociedade Civil - Eurípedes Ignácio dos Reis
Sociedade Civil - Letícia Maria Leite
Sociedade Civil - Mônica Kofler Freitas
Sociedade Civil - Osmar Barra
Sociedade Civil - Silvia Diogo
Sociedade Civil - Vera Lúcia Casemiro Lima
Sociedade Civil - Viviane Rodrigues Alexandre
Trabalhador da Defesa Civil - Anderson Rogério da Silva
Trabalhador da Defesa Civil - André de Souza
Trabalhador da Defesa Civil - Carlos Alberto Carneiro
Trabalhador da Defesa Civil - Carlos Alberto Domingos
Trabalhador da Defesa Civil - Juliana Primo
Trabalhador da Defesa Civil - Laurindo Antônio da Silva
Trabalhador da Defesa Civil - Oscar Lincoln Portella
Trabalhador da Defesa Civil - Paulo César Ferreira
Trabalhador da Defesa Civil - Rogério Silva Dias
Trabalhador da Defesa Civil - Stélio Manuel Correia da Fonseca
Trabalhador da Defesa Civil - Vitor Puato de Almeida
Gestor público - Aires Rodrigues da Cunha
Gestor público - Emílio Ricardo Enrique Gerhardt
Gestor público - Emilson Capistrano de Oliveira
Gestor público - José Geraldo Rolfsen Florêncio
Gestor público - Jefferson Matiello
Gestor público - Josué Elias da Silva
Gestor público - Pedro R. Damasceno

Novos Guardas Municipais devem estar na rua nos próximos 120 dias


Guarda passará a funcionar com efetivo de 242 membros


Vinte e quatro Guardas iniciarão processo de treinamento e outros 26 serão contratados em breve. O aumento do efetivo da Guarda Civil Municipal é um dos compromissos da prefeita Dárcy Vera junto à população.

O processo de treinamento, que se inicia no próximo mês com 24 novos guardas, terá duração de 90 dias e acontece após a aprovação nas etapas teórica, física, psicológica e médica. Nela, o guarda em treinamento é nomeado como “aluno guarda” e é submetido a uma preparação intensa. Somente após esta fase o guarda municipal está apto para sair às ruas.
Além das 24 novas contratações, a Prefeitura de Ribeirão Preto ainda convocará, a partir de 1º de fevereiro, 150 guardas aprovados no último concurso teórico realizado pela Administração Municipal. Estes guardas passarão pelas fases de exames físico, psicológico e médico, além do processo de treinamento de três meses de formação, sendo selecionados mais 26 membros que completarão as vagas restantes e somarão no total 50 novas contratações neste governo.
Segundo André Tavares, desde 2002 a Prefeitura de Ribeirão Preto não realizava contratações. “Essa medida da prefeita Dárcy Vera vem completar o quadro de guardas municipais, somando 242 efetivos”, afirma André Tavares.
Segundo a prefeita Dárcy Vera, com a contratação ganha a categoria, que tem mais estrutura de trabalho, e a administração municipal, que proporcionará mais segurança ao crescente número de prédios municipais, como postos de saúde, escolas municipais, secretarias, entre outros.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

GCM IMPEDE FURTO EM SEU HORÁRIO DE FOLGA

No dia 06/02/2010, às 23:20 h, o GCM A. R. L. encontrava-se próximo à sua residência (Av. Caramuru), em horário de folga, e visualizou um tumuldo na via pública e gritos de um transeunte, momento em que percebeu um indivíduo correndo e foi em seu encalço logrando excito em dete-lo. Em contato com a vítima, esta informou que parou seu veículo defronte sua residência, para descarregar as compras do supermercado. Após levar algumas sacolas e retornar ao veículo aberto constatou que havia um indivíduo no seu interior e este quando visualizou a vítima fugiu do local, sendo surpreendido pelo GCM. As partes foram conduzidas ao Plantão Policial, onde o fatos foram registrados.



Parabéns ao GCM A. R. L. que mesmo estando de folga honrou com o compromisso de bem servir a população de Ribeirão Preto.